Freud explica: por que as mulheres gostam de flores?

Posted: 28.5.08 by Glauber Ataide in Marcadores:
5

Uma interessante possibilidade de explicação da afinidade das mulheres pelas flores, de cunho psicanalítico, foi sugerida por Sigmund Freud. Esse tipo de fenômeno pede por uma explicação que contemple a psique humana em suas profundezas, pelo fato de não ser característico apenas de nossa cultura ou de nossa época. De fato, encontramos registros literários que datam de centenas de anos sobre essa afinidade. Freud, em sua obra "A interpretação dos sonhos", faz um breve comentário sobre o possível significado do ato de troca de flores entre amantes.

Mas antes de proseguir, precisamos compreender algumas coisas sobre simbolismo. Um símbolo, grosso modo, é um tipo de representação que remete a uma outra realidade ou objeto. Os símbolos têm uma constante atuação em nossa vida psíquica, seja em nossos sonhos ou em estado de vigília. Alguns símbolos são considerados universais. Podemos citar, como exemplo, sonhos em que crianças ou pessoas estão saindo da água (mar, piscina, etc). A psicanálise descobriu que este é um símbolo inconsciente que representa parto, nascimento. Um paralelo a isso pode ser encontrado na cultura e na mitologia de diversos povos, que representavam o nascimento de seus deuses em imagens deles saindo da água. Também Moisés, na bíblia, foi retirado das águas. Não se sabe ao certo por qual razão determinados símbolos representam determinadas coisas. Neste aspecto, a psicanálise, como toda e qualquer ciência, se torna apenas descritiva.

Na obra "A interpretação dos sonhos", Freud afirma que

"Os detalhes mais repulsivos e também os mais íntimos da vida sexual podem ser pensados e sonhados em alusões aparentemente inocentes a atividades culinárias; e os sintomas da histeria jamais poderiam ser interpretados se nos esquecêssemos de que o simbolismo sexual pode encontrar seu melhor esconderijo por trás do que é corriqueiro e inconspícuo. Há um sentido sexual válido por trás da intolerância da criança neurótica ao sangue ou à carne crua ou de suas náuseas ante a visão de ovos ou macarrão, e por trás do enorme exagero, nos neuróticos, do natural horror humano às cobras. Sempre que as neuroses se valem de disfarces, estão percorrendo trilhas por onde passou toda a humanidade nas épocas mais remotas da civilização - trilhas de cuja continuada existência em nossos dias, sob o mais diáfano dos véus, encontram-se provas nos usos lingüísticos, nas superstições e nos costumes." (Grifo nosso)

Ao analisar o sonho de uma jovem senhora, no qual aparecia uma mesa com algumas flores em cima, Freud afirmou que as flores são um símbolo muito comum para os órgãos genitais. No sonho em questão, elas representavam exatamente os genitais da senhorita que relatou o sonho, assim como o seu futuro "defloramento", isso é, a perda de sua virgindade, pois ela estava para se casar.

Na análise desse sonho, Freud afirma:

"Assim, o simbolismo das flores, nesse sonho, abrangia a feminilidade virginal, a masculinidade e uma alusão ao defloramento pela violência. Vale a pena salientar, nesse sentido, que o simbolismo sexual das flores, que de fato ocorre muito comumente em outros contextos, simboliza os órgãos sexuais humanos através das flores, que são os órgãos sexuais das plantas. Talvez seja verdade, de modo geral, que as ofertas de flores entre aqueles que se amam tenham esse significado inconsciente."

Como já evidente na última frase deste trecho, podemos conjecturar que o ato de trocar flores tenha um significado inconsciente de entrega dos órgãos sexuais de um amante para o outro. Esse ato pode fazer uma referência, inconsciente, repito, tanto ao ato de cópula como a um ato de fidelidade conjugal, como se aquele que entregasse as flores afirmasse ao que recebe: "aqui estão meus genitais, tome posse deles, eles pertencem apenas a você".

Talvez seja então essa representação simbólica inconsciente do ato sexual e da exclusividade de posse dos genitais do amante o que faz com que as mulheres gostem tanto de receber flores de seus parceiros.

5 comentários:

  1. Morgana says:

    Tem alguma coisa que Freud não relaciona a sexo? rs

    Eu sempre preferi ganhar um vaso com flores, pra durar mais. Então eu prefiro ganhar isso não pq as outras vão murchar rápido (e um buquê não é lá muito barato) mas pq poderia significar que o sexo não vai ser duradouro? Relação passageira? rsss Prefiro trocar o q vc diz sobre 'sexo' por amor. Antes uma relação sem sexo e com amor do que o cara me 'dar seus genitais' mas não me dar seu coração. Pra mim faz mais sentido! ;) Mas isso é consciente, né? Vai ver que inconscientemente a gente só liga pra reprodução e perpetuação da especie ehhehehehhe

  1. Oi, Glauber! Obrigada pela visita lá no meu blog. Beijos!

  1. Freud está certo em relacionar quase tudo à sexualidade pois na realidade é isso que acontece, a maioria de nossas atitudes são baseadas na sexualidade ou em consequência de sua inibição ou exagero

  1. franck says:

    O fato de vc colocar flores em vaso não quer dizer que o seu sexo não vai ser duradouro. Pelo contrári. Vc os preserva porque sente o desejo de um bom sexo que dure e que só termine por cansaço e esgotamento total físico até que não se aguente mais de pé e caia as suas pétalas. No momento em que escolhe o vaso vc toma o maior cuidado pra que seja formoso porém no momento de por a água nem tanto assim. Simbolizando a quem vc vai se deixar levar nessa relação e água será as preliminares que nutre. Sexo sem amor não é dos melhores. mas sexo é ótimo em quase todos aspectos.

  1. franck says:

    O fato de vc colocar flores em vaso não quer dizer que o seu sexo não vai ser duradouro. Pelo contrári. Vc os preserva porque sente o desejo de um bom sexo que dure e que só termine por cansaço e esgotamento total físico até que não se aguente mais de pé e caia as suas pétalas. No momento em que escolhe o vaso vc toma o maior cuidado pra que seja formoso porém no momento de por a água nem tanto assim. Simbolizando a quem vc vai se deixar levar nessa relação e água será as preliminares que nutre. Sexo sem amor não é dos melhores. mas sexo é ótimo em quase todos aspectos.