Auxílio-reclusão: você já recebeu este e-mail?

Posted: 1.4.11 by Glauber Ataide in Marcadores: ,
0

Escrevo isso porque já recebi este e-mail pelo menos cinco vezes. Seu autor, provavelmente um fascistóide pseudo-revoltado-médio-classista-pequeno-burguês, esbraveja por a Previdência Social oferecer o chamado "Auxílio-reclusão" para os dependentes do segurado em situação de reclusão.

Tanto o autor quanto os forwarders dessa idiotice até hoje não devem ter tido tempo de ler o link que eles próprios nos repassam, e por isso ainda não perceberam que isso se trata de um seguro como qualquer outro, e nada mais. E tenho certeza que eles também não reclamam de nenhum outro tipo de seguro, como aqueles privados que eles próprios contratam.

Se num seguro de vida privado uma pessoa paga todo mês determinado valor e, em que caso de óbito, seus familiares recebem a quantia estipulada no contrato, com o auxílio-reclusão da Previdência acontece algo semelhante, pois ele é um seguro. O segurado, que só pode ser um trabalhador, paga sua contribuição todos os meses e, caso aconteça de ser preso por alguma razão, sua família não fica desamparada.

O que é muito racional, pois a família inteira não pode ser penalizada por um crime que não cometeu e, além disso, sem esse seguro eles teriam maior probabilidade de também se tornarem criminosos. Esta lei visa impedir o crescimento exponencial da criminalidade, isso é, que se torne uma bola de neve. Qual o futuro de uma criança que fica desamparada quando seu pai vai preso? Escola, trabalho na rua ou criminalidade?

Esses médio-classistas reclamam porque não sabem ler direito (pergunte o nome dos 10 últimos livros que leram e confirme). Enviam até o link do site da Previdência para dar credibilidade à bobagem que estão dizendo, mas eles próprios não leem o que enviam.

Pensam que qualquer preso teria direito a esse auxílio, acusando o governo de conivência com a "vagabundagem" (termo sempre presente na boca da direita) e com o crime, o que seria absurdo.

Psicologicamente eles tem a sensação de estar descobrindo informação privilegiada, um segredo que a "mídia" não divulga e que eles, desbravadores e elite intelectual do país, estão trazendo à luz.

Não, meu caros: isso é apenas um seguro, como várias empresas privadas fazem. É um seguro para trabalhadores. Uma das condições para os dependentes do segurado receberem o benefício é não "estar recebendo salário da empresa na qual trabalhava".

No site Observatório Social encontramos a informação de que este benefício, além de ser antiquíssimo, também existe em outros países.

Vários decretos-leis em plena ditadura militar - para deleite daqueles médio-classistas que adoram lamber um coturno - alteraram dispositivos dessa lei, mas não revogaram a tal "aberração".

Sugiro que os leitores deem uma olhada no texto a que nos referimos.




0 comentários: